Páginas

domingo, 31 de agosto de 2008


Apoteose do Samba (Zinco / Darcy Caxambu)
Samba Linda melodia que traz alegria
Na cidade ou na colina
Samba, orgulho dos brasileiros que na voz do seresteiro
Torna-se a apoteose divina
Vem de negros antepassados, de escravos acorrentados
Sob a luz do cativeiro seu som, ai o seu som
Embalava a Sinhá Maria que cantando assim sorria
E os negros batucavam no terreiro
La, laia, laia, laia, laia....
La, raira, raia, raia
Samba, és hoje da alta sociedade
Desce do morro pra cidade e já freqüentas o Municipal
Seu ritmo que o mundo inteiro já conhece
E o brasileiro se engrandece com tanta orquestração musical

Um comentário:

serjão disse...

Sem dúvida dois grandes compositores pouco reconhecidos no mundo do samba com suas raizes no lins de vasconselos.
Parabéns pelo seu reconecimento, mande mais letras de Zinco e Caxambu..
Serjão